Destaque

20 passos para a configuração inicial do iPhone

Caro leitor,
Listamos a seguir 20 passos para a configuração inicial de um iPhone; contudo, caso seu aparelho seja recém comprado, não se esqueça de inserir o nano sim na bandeja do aparelho antes de iniciar os procedimentos.

01. Ative o VoiceOver pressionando 3 vezes o botão Home. (botão redondo localizado na parte inferior da tela)
02, Selecione o seu idioma. Passe o dedo até ouvir a opção "Configurar"ser pronunciada em português.
03. Selecione o idioma
04. Selecione o país.
05. Conecte na sua rede Wi-Fi.
06. Ative o serviço de localização.
07. Configure o Touch ID )leitor biométrico). Este recurso está disponível para iPhone 5S e superiores, iPad Air 2, iPad Mini 3, iPad Mini 4 e iPad Pro.
08. Defina a senha de desbloqueio. Tocando no botão “Opções”você pode definir o tipo de senha a utilizar.
09. Selecione se deseja recuperar os aplicativos e dados de um backup, do iCloud ou de um backup do iTunes. Caso não tenha um backup ou o seu telefone seja novo, selecione Configurar como um novo iPhone e caso esteja migrando do Android para o iPhone e queira transferir alguns dados de seu telefone antigo, selecione Migrar dados do Android.
10. Entre com os dados da sua Apple ID. Caso não tenha uma, toque em “Não tem uma ID Apple ou Esqueceu?”para criar uma nova Apple ID.
11. Toque no botão “Seguinte”na parte superior da tela para continuar.
12. Aceite os termos e condições.
13. Ative as chaves do iCloud. Voce pode aprovar de outro dispositivo ou pedir para enviar um código para seu telefone.
14. Ative ou não a Siri.
15. Caso tenha ativado a Siri, faça reconhecimento da sua voz para a Siri o reconhecer.
16. Toque no botão “Continuar”.
17. Ative ou não o envio de diagnósticos para a Apple. A fim de economizar bateria, recomendamos não ativar este recurso.
18. Defina o modo de visualização da tela. Você pode escolher o modo ampliado ou padrão.
19. Toque no botão “Seguinte”para continuar.
20 Toque no botão “Comece a Usar” para finalizar a configuração.

* Os passos citados neste artigo estão baseados no iOS 9.2.1
* Podem ocorrer pequenas diferenças nos passos se você está configurando um iPhone recém retirado da caixa ou se está configurando após um DFU.


Compartilhe...

Publicado em Dica, iPad, iPhone, iPod

Comece Aqui… Comprei um iPhone! E agora?

Revisado em 18/01/2015

Comprei um iPhone! E agora?

Caro leitor, ao se deparar, pela primeira vez, com um iPhone, muitas dúvidas são inevitáveis: como fazer e encerrar uma ligação, como adicionar contatos na agenda, o que será o ID Apple e como criá-lo, como instalar e desinstalar aplicativos e, principalmente, sou capaz de fazer, com o aparelho da Apple, o mesmo que fazia com meu celular anterior?
Foi pensando em  tais dúvidas que resolvemos escrever este tutorial, o qual tem por objetivo fornecer-lhe algumas noções básicas do aparelho e como realizar ações simples.
Neste texto, partiremos da ativação do VoiceOver, chegando até a ensinar algumas funcionalidades do aparelho, que são imprescindíveis a utilizadores de smartphones.
Este texto usa como base o iOS 8.1.2 e trabalha com o pressuposto de que o VoiceOver esteja ativado.

Índice

Ligando o iPhone
Ativando o VoiceOver
Desbloqueando o aparelho
Gestos do VoiceOver
O Rotor"
Bloqueio da tela e cortina de tela
Barra de Status
Central de Notificações
Central de Controle
Bloqueando a tela na posição vertical
Colocar o iPhone no modo silencioso
Controle de volume
Atender uma chamada
Fazer uma chamada
Desligar uma chamada
Limpando o histórico de chamadas
Digitação
Utilizando a Agenda de Contatos
Criar um ID Apple
Instalar um aplicativo
Fechar aplicativos rodando em segundo plano
Retornar a tela de início
Pesquisando no iPhone
Apagar um aplicativo
Mover aplicativos
Criar pastas
Retirando um aplicativo duma pasta / Apagando uma pasta
Apagar mensagens
Encaminhar mensagens


Compartilhe...

Publicado em Acessibilidade, iPad, iPhone, iPod

Como copiar toques e alertas para o seu iPhone ou iPad usando o iTunes 12.7

Certamente já notaram que nesta nova versão do iTunes foram introduzidas algumas modificações, sendo uma delas a remoção da App Store. Assim as aplicações passam a ser instaladas unicamente no seu iPhone ou Ipad, não sendo possível o uso do iTunes no seu computador.
O mesmo aconteceu com os toque e alertas.
No entanto vamos aqui descrever como copiar os toques e alertas para o seu dispositivo com recurso ao novo iTunes.

Torna-se necessário terem a nova versão do iTunes e o ficheiro em format m4r no seu computador.
Apesar de ter sido instalado a nova versão do iTunes, os ficheiros .m4r e .ipa, não foram apagados. Eles continuam na mesma localização.

Como procedemos então:
1 – Abrimos a aplicação;
2 – Ligamos o nosso dispositivo ao computador via wi-fi ou USB;
3 – No iTunes verificamos se aparece o nosso dispositivo;
4 – No Finder selecionamos o toque ou alerta que desejamos copiar primamos cmd+c;
5 – Voltamos ao iTunes, abrimos o nosso dispositivo, e deslocado-nos até à barra lateral onde nos aparecem tudo o que temos disponível no nosso dispositivo;
5 – Premimos cmd+v;

E pronto. Se não tínhamos a opção "toques", no nosso dispositivo, passamos a ter, e dentro dos toques o ficheiro devidamente copiado.


Compartilhe...

Publicado em iPad, iPhone, Mac

Novidades de acessibilidade no IOS 11.0

Agora que finalmente chegou o IOS 11 para todos os utilizadores, deixo-lhe aqui uma lista de novidades relativamente à acessibilidade, para ficar a saber com o que pode
contar quando decidir actualizar o seu dispositivo.
Uma funcionalidade que certamente lhe vai ser muito útil é a lista de palavras erradas.
Agora, quando estivermos num texto, podemos girar o rotor até onde diz palavras erradas e varrendo com o dedo para cima ou para baixo percorremos a lista de erros ortográficos
presentes no texto, podendo corrigi-los logo ali.
Esta opção aparece por defeito, não é necessário fazer qualquer configuração.
Outra novidade é digitar na siri.
A siri que todos nós conhecemos funciona por voz. No entanto agora com o IOS 11 é possível escrevermos em vez de falar. Isso pode ser útil para quem tiver alguma deficiência na
fala, ou para quem não goste de estar em locais movimentados a falar para uma máquina.
Deve escrever exactamente o mesmo texto como se estivesse a falar.
Para activar esse recurso de escrever com a Siri o caminho é o seguinte:
Tocar em definições, geral e acessibilidade.
Dentro da acessibilidade tocar na opção Siri.
Finalmente existe lá uma opção que diz digite para interagir com a Siri. Por defeito ela está desmarcada. Se a marcar a partir de agora sempre que chamar a Siri vai aparecer um
campo de texto para escrever.
O inconveniente é que se a opção digite para interagir com a Siri estiver marcada não pode falar. OU seja só pode estar uma função activa, ou a fala ou a escrita.
Por falar na Siri ela agora conta com vozes melhoradas, uma voz masculina e outra feminina, ambas no idioma português Brasil.
A vantagem é que podemos fazer com que estas vozes da Siri sejam também as vozes do Voice Over e consequentemente do sistema.
Para explorar toque em definições, geral, acessibilidade, voice Over, e fala.
No IOS 11 foram adicionados muitos efeitos nas mensagens.
Mas para nós cegos, isso pode não ter muito interesse e podemos desactivar este recurso.
Para isso, tocamos em definições, geral e acessibilidade.
Lá tocamos em reduzir movimento.
Depois temos lá a opção efeito nas mensagens que está marcado por defeito mas pode ser desmarcado.
Relativamente ao Braille foi substancialmente melhorado o suporte para linhas Braille. Para quem utiliza estes equipamentos vai sentir uma melhora muito significativa sobre
tudo no processo de escrita, mas também na leitura.
Uma das novidades mais interessantes do Braille é o facto de agora podemos ver a lista de comandos disponíveis, acrescentar novos comandos e até alterar as combinações de
teclas para cada comando.
Para explorar essa funcionalidade toque em definições, geral acessibilidade, voice Over e Braille.
Depois toque na última opção que é informação adicional.
A seguir toque em comandos Braille, e tem os vários comandos disponíveis agrupados por categorias.
Se quiser alterar um comando toque em cima do respectivo comando. Se preferir pode tocar em adicionar comando.
Ainda no Braille podemos agora marcar ou desmarcar as opções mostrar estado geral e mostrar estado do texto.
Para isso tocamos em definições, geral, acessibilidade, voice over, e braille.
Lá tocamos em células de estado.
No IOS 11 também foi melhorado o suporte para pdfs, permitindo agora navegar e ler: formulários, tabelas e listas.
Um dos novos recursos da nova versão do IOS é a leitura de legendas, sobre tudo o facto de termos a possibilidade de elas serem lidas apenas em Braille, apenas em suporte de
voz com o voice over, ou das duas maneiras de forma sincronizada.
Quando estiver num vídeo pode girar o rotor até legendas multimédia e escolher a opção pretendida.
Agora o Voice Over pode ajudar a perceber o conteúdo de uma imagem.
Quando estiver em cima de uma imagem dê um toque com 3 dedos, e o Voice Over tenta descrever o que lá está.
Essa opção já existia no IOS 10 nas fotografias, mas agora para além de ter sido aprimorada permite descrever qualquer imagem.
Agora no Voice Over podemos alterar o pitch da voz.
Para isso toque em definições, geral, acessibilidade, voice over e fala.
Agora na verbosidade do Voice Over existem mais opções.
Pontuações, modo de leitura de tabelas, e legendagem.
Aqueles que usam o teclado nativo do Iphone e a previsão de palavras vão poder ter à sua disposição uma lista maior de previsões para que possam escrever mais facilmente
palavras inteiras.
Embora não tendo directamente que ver com a acessibilidade, é bom referir que a central de controlo está muito melhor. Agora podemos adicionar ou remover itens à central de
controlo.
Vale a pena explorar, tocando em definições, central de controlo, e perceber como a podemos personalizar ao nosso gosto.
Outro recurso importante é a gravação de ecrã.
Esta ferramenta é útil para muitas coisas, por exemplo para pedir ajuda a alguém.
Gravando o ecrã, vai gerar um ficheiro de som e imagem em que a pessoa vai perceber tudo o que você fez no Iphone, e as mensagens que o equipamento deu.
Assim escusa de estar a dizer que mensagens de erro o equipamento dá. E a vantagem é que isto permite captar o som do ecrã mas também do microfone, o que permite gravar também
o som do Voice Over.
Uma mudança muito importante prende-se com a forma de apagar emails, sobre tudo para quem utiliza a função acções no rotor.
Antigamente, quando estávamos em cima de um mail bastava varrer uma vez de baixo para cima até aparecer a opção apagar, e dar 2 toques com um dedo.
Agora temos uma ligeira diferença.
Vamos imaginar que estamos numa lista com 10 mensagens. Na primeira mensagem o procedimento mantêm-se. A diferença está na forma de apagar as outras mensagens, já que como o
rotor das acções vai ficar sempre na opção apagar. Por isso, nas próximas mensagens basta dar 2 toques com 1 dedo não precisando de varrer debaixo para cima.
Duas notas importantes sobre esta função.
Se não quiser apagar uma das mensagens tem de varrer com o dedo de cima para baixo até ouvir a opção abrir pré-definido.
No caso de ter as conversações organizadas por tema, o rotor só fica posicionado na opção apagar caso a lista seja composta por conversações niformes.
Ou seja: Se estiver a percorrer uma lista em que as conversaçõs têm apenas uma mensagem cada o rotor fica sempre na posição de apagar. A partir do momento em que aparece uma
conversação com mais do que uma mensagem o rotor volta à posição prpé-definida.
O mesmo acontece se estiver a percorrer uma lista de conversações com várias mensagens cada, e aparecer uma conversação com uma única mensagem.
Uma outra pequena alteração do IOS 11 tem que ver com a movimentação e organização de icons.
O processo é exactamente o mesmo do IOS 10,, só que, para iniciar o modo de edição temos de estar em cima de um icon, dar 2 toques com um dedo e deixar ficar o dedo no segundo
toque.
A partir daí pode fazer como fazia no IOS 10.
Este processo para mim é melhor porque evita que o Iphone esteja sempre anunciar acções disponíveis quando estamos posicionados em cima de qualquer icon, como acontecia
antigamente.
Na vertente da baixa visão temos também várias melhorias, que convém frisar não foram testadas, apenas me baseio no que li nos sites de referência.
Foi aprimorado o tipo de tamanho. O texto agora pode crescer para tamanhos maiores, e as interfaces das aplicações adaptam-se para acomodarem esses tamanhos.
Cores invertidas redesenhadas: ao usar a opção Inverter cores, o conteúdo multimédia e as imagens não serão invertidos com o resto do ecrã, tornando-os assim mais fáceis de
visualizar
Finalmente deixo alguns erros encontrados nas versões beta e que infelizmente tudo indica que constarão nesta primeira versão..
Muita atenção à app mensagens.
Quando apaga uma mensagem, ela continua na lista de mensagens.
Mas isso supostamente é um erro do Voice Over porque se fechar a aplicação e voltar a abrir a mensagem já tem desaparecido.
a situação complicada neste caso é que se apagar duas vezes a mesma mensagem está a apagar a mensagem seguinte. Muito cuidado com isso. Apague só uma vez, mesmo que a mensagem
não tenha desaparecido da lista.
Agora que já sabe com o que pode contar, a opção de actualizar é sua.
Atenção porque a qualquer momento pode deixar de poder instalar novamente o IOS 10.


Compartilhe...

Publicado em Acessibilidade, iPad, iPhone, VoiceOver

Organizando aplicações no Ios 11

 

Caro leitor, entre as novidades de acessibilidade do Ios 11 e que foram explicadas pelo Filipe Azevedo num artigo que recomendo a leitura, aparece uma mudança em relação à organização de aplicações que vou detalhar aqui mais um pouco.

 

No Ios 10 estando encima do ícone de uma aplicação correndo o dedo de cima para baixo encontrávamos logo as acções disponíveis para a mesma nomeadamente a organização de aplicações. Com a chegada do Ios 11 mudou substancialmente a forma de interagirmos com as apps já que para efectuarmos esse tipo de tarefa teremos de entrar no modo de edição dando dois toques sobre o ícone segurando o segundo.

 

Estando o modo de edição activado e o rotor posicionado em acções, corremos o dedo de baixo para cima ou vice-versa e encontramos já não organizar aplicações mas sim arrastar. Tocamos duas vezes, e depois o procedimento é exactamente igual ao que fazíamos com o organizar aplicações do Ios 10.

 

Agora uma boa novidade. Existe também a possibilidade de acrescentar elementos a arrastar o que nos vai permitir levar vários aplicativos de uma só vez para onde queremos nomeadamente quando os queremos organizar por pastas.

 

Aqui basta estar sobre o ícone dos aplicativos que queremos adicionar para arrastar e dar dois toques nessa opção que encontramos no menu de acções. Volto a frisar que para efectuar todas estas tarefas temos de estar com o modo de edição activo.

 

Já agora e ainda falando de interagir com aplicações, para quem tem disponível nos seus equipamentos o 3d touch este continua a dar possibilidade de entrar no selector de aplicações pressionando a borda esquerda da tela/ecrã facto que se falava deixaria de acontecer no Ios 11. Já agora, seja desta forma ou da tradicional tocando duas vezes no home, quando todas as aplicações estiverem fechadas o voice over informa que o selector de aplicações está vazio.

 

 

 

 

 

 


Compartilhe...

Publicado em Home

Logic Pro X Canais auxiliares, por Dirceu Nunes

Olá pessoal!!! Mais um tutorial bacana utilizando canais auxiliares no Logic, bons trabalhos e estudos. Abraços


Compartilhe...

Publicado em Acessibilidade, Dica, Mac

Desbloqueando o Mac com o apple Watch

Caríssimos amigos do DicasApple.com apresento abaixo um áudio tutorial explicando como devemos proceder para configurar o desbloqueio do Mac através do Apple Watch.

Gostou deste artigo?
Considere em fazer uma doação para manter o site em funcionamento e para que novos artigos possam ser produzidos e publicados.
Fazer Doação


Compartilhe...

Publicado em Apple Watch, Dica, Mac, Podcasts

Mac – Agrupando tracks no Logic Pro X

Olá amigos do DicasApple.com , nesse tutorial iremos abordar uma das formas de agrupar tracks no Logic, isso vai fazer o seu fluxo de trabalho aumentar.
bons estudos.
Abraços .


Compartilhe...

Publicado em Mac

Mac – Movimentar áudio na Timeline do Logic Pro X

Olá queridos. Mais um tutorial usando o Logic pro X, mostro agora como mover os audios na Timeline do projeto. Bons estudos


Compartilhe...

Publicado em Home, Mac, Podcasts

Explorando e utilizando o voice Dream

Caro leitor,

pensando nas vantagens que se tem ao utilizar o leitor de livros, Voice Dream, resolvemos escrever este tutorial cujo objetivo é apresentar-lhe as principais , funções do aplicativo e as formas de organização de seus botões.

Obs. o Voice Dream executa arquivos em formato PDF, DOC, EPUB dentre outros.
Não se esqueça de que, caso o livro seja comprado na iBooks Store ou em outra loja de livros eletrônicos, devido a proteção do arquivo, o Voice Dream não poderá executar ou mesmo abri-lo.

Conhecendo o Voice dream

Ao abrir o aplicativo, encontramos, na parte superior quatro botões:

Adicionar: usado para direcionar o usuário a algum serviço de nuvem onde possa estar o documento desejado.
Obs. são vários serviços compatíveis com o programa: iCloud Drive, Google Drive, OneDrive, MeoCloud, dentre outros, devendo estes serem ativados nas opções que serão apresentadas mais adiante.

Filtro: tem o objetivo de filtrar os livros por categorias específicas como, por exemplo, todos os itens, flagged, não lido, por tipo, por pasta.

Editar: como o próprio nome diz, coloca os livros em modo de edição, permitindo selecionar os materiais para realizar as seguintes ações ( selecionar tudo, filtro, mover para pasta, marcação, retroceder para o início, apagar).

Campo de busca: permite buscar um livro por título dentro do aplicativo.

após os botões referidos, no centro da tela, ficam todos os títulos adicionados; sendo, portanto, fácil sua consulta.
Obs. o Voice Dream já vem com alguns documentos salvos cujo objetivo é apresentar as novidades e também trazer uma ajuda aos utilizadores novatos.

Na parte inferior da tela, encontram-se os seguintes botões:

Ordenação: organiza os materiais adicionados em data de abertura, título, autor, tempo de reprodução.

Visualização e grade/visualização em lista: modifica a forma de visualização dos documentos.

Configurações: direciona o usuário as seguintes configurações do aplicativo (sincronização da nuvem – ativa a sincronização com a biblioteca do iCloud; origem dos conteúdos – ativa os serviços de nuvem que podem servir para exportação dos conteúdos; gerenciar vozes – gerencia as vozes instaladas no iOs e ainda apresenta, na parte inferior da tela opções como, por exemplo, inglês, tudo e comprar; já as opções entre em contato, início rápido, manual do usuário, sobre – dispensam explicações.

Lendo agora: abre o último documento usado.

Utilizando o Voice Dream

Neste tópico, pretendemos fazer uma breve explanação sobre as principais funções existentes dentro do modo de leitura; todavia, para maiores detalhes, cabe ao utilizador explorar por si o programa e suas várias possibilidades.

Uma vez aberto o arquivo, você será direcionado a uma área na qual o texto estará sendo mostrado ao centro, sendo possível navegar nele com toques nas linhas ou mesmo mudar as páginas com o gesto tradicional para mudar de tela com três dedos no sentido horizontal.
Obs. se passar dois dedos no sentido vertical, a leitura via VoiceOver é iniciada, contudo não trata-se do aplicativo, mas sim do leitor de telas.
Nesta área também é possível utilizar o rotor para funções específicas.

Na parte superior, são apresentados os botões:

Início: leva o utilizador para a tela inicial do aplicativo e onde estão os documentos adicionados.

Ação: apresenta as funções (exportar arquivo original, exportar todo o texto, exportar realçados, compartilhar e editar).

Configuração de leitura: traz as configurações para leitura e apresenta as seguintes funções (modo de leitura, temporizador, configurações avançadas).

Configurações de áudio: apresenta configurações para o áudio em relação à leitura feita pelo aplicativo, indicando ainda a quantidade de palavras que devem ser lidas por minuto. As funções existentes neste modo são ( velocidade de fala, idioma, voz, dicionário de pronúncia, gerenciar vozes e adicionar vozes).

Configurações de visualização: apresenta várias funções para configuração da visualização do texto.

Adicionar marcador: adiciona um marcador no texto.

Na parte inferior, vê-se os seguintes botões:

Cabeçalhos, marcadores e destaques: permite o utilizador localizar estes tópicos caso os mesmos tenham sido inseridos no texto.

Selecionar texto: seleciona o texto e ainda dá uma breve explicação sobre como fazê-lo.

Reproduzir: inicia a reprodução do texto utilizando agora sim a voz do Voice Dream.
Obs. uma vez iniciada a reprodução, pode-se bloquear a tela do dispositivo e utilizar o comando toque duplo com dois dedos para pausar ou retomar a leitura.

Unidade de navegação: seleciona o tempo de navegação pelo texto.

Procurar: permite fazer uma pesquisa por palavra no documento.

Após o botão Procurar, há ainda as informações referentes ao tempo de leitura atingido, à posição no texto indicada por porcentagem e o tempo aproximado a ser gasto para a leitura total do documento.

Esperamos que este tutorial poça-lhe ser-lhe útil para iniciar a exploração e o uso deste aplicativo tão funcional e importante àqueles que adoram uma leitura.


Compartilhe...

Publicado em Aplicativos, Home, iPad, iPhone

Review Apple Watch Series 2

Olá a todos;

Comprei um Apple Watch Series 2, e apesar de já haver um review do relógio no blog, decidi colocar algumas coisinhas por aqui.

Leia mais ›


Compartilhe...

Publicado em Acessibilidade, Apple Watch, VoiceOver

Mac – Automação de volume no Logic Pro X

Caro leitor, mostrarei nesse tutorial como fazer uma automação de volume no Logic Pro X. Isso é só um terço do que se pode fazer com a automação no Logic, espero que divirtam-se.


Compartilhe...

Publicado em Mac

Navegação de Páginas

Página 1 de 26
123456789101112131415...25...Última »