DICAS DE NAVEGAÇÃO NO SISTEMA OS X PARA QUEM ACABOU DE COMPRAR UM MAC

Olá amigos

Com este pequeno texto gostaria apenas de deixar algumas dicas para quem se está a iniciar agora na utilização de um Mac com o sistema operativo OS X. Não será nada exaustivo, mas antes uma ajuda simples para quem está a começar nos caminhos dos computadores da maçã.

A perspetiva com que farei este texto é a de um mero utilizador que no presente usa os sistemas Windows e OS X, e que durante a vida inteira utilizou o primeiro, quer para trabalho, quer para lazer.

Antes de mais, penso ser important

e deixar aqui alguns alertas para não se sentirem perdidos nos primeiros tempos de utilização de um Mac.

Em primeiro lugar há que salientar que apesar da cada vez maior proximidade do OS X com o IOS, apesar do primeiro versão a versão se tornar mais idêntico ao segundo, eles ainda não são iguais e por isso há que ter presente muitos dos gestos usados num iPhone, iPod, iPad ou mesmo num Apple Watch, mas que esta parecença é apenas um dos lados da equação, porque as diferenças também são muitas. Seja como for, há que conhecer esses gestos, uma vez que para utilizarem o trackpad eles estão lá todos.

Em segundo lugar, não se pode cair no erro de iniciar a utilização de um Mac com base nas listas intermináveis de comandos de atalhos que, sendo uma tremenda vantagem do OS X, a sua aprendizagem de forma descontextualizada é francamente contraproducente. Com efeito, a meu ver é obrigatório aprender primeiro a navegar pelo sistema de forma ágil, e só depois uma exploração aplicativo a aplicativo desses comandos de atalho.

Em terceiro lugar, mesmo que profissionalmente tenham que continuar a usar o Windows, instalar este sistema no Mac nos primeiros meses de uso, é mais de meio caminho andado para nunca se acostumarem ao OS X, porque inevitavelmente vão cair na vossa zona de conforto, ou seja, o bom do Windows.

Em quarto lugar, e relacionado com o que referi antes, aproveitem todas as tarefas que possam deixar de fazer no Windows, para as realizar no Mac. Seja o que for, navegar na net, ver mails, ouvir música, fazer downloads do que quer que seja, usar mensageiros instantâneos ou quaisquer outras formas de comunicação ou redes sociais etc. Deixem apenas o trabalho para fazer no Windows enquanto não adquirirem agilidade equiparável, porque claro, a produtividade é sempre uma questão a ter em conta, não fazendo sentido pensar doutra forma, sacrificando tudo à maior rapidez na utilização dum novo equipamento.

Alertas feitos, é de referir que tal como num PC com Windows e com um qualquer leitor de ecrã, existem distintas formas de navegação pelos diferentes objetos, sejam tabelas, botões, listas, caixas de edição, áreas de deslocamento, o que for. Com efeito, pode-se usar o cursor do sistema, o ponteiro do rato ou as formas de navegação fornecidas pelos leitores de ecrã, como o cursor de revisão no NVDA.

No OS X com o VoiceOver, esta é também uma realidade. Assim, podemos navegar entre objetos ou entrar nesses mesmos objetos, por outras palavras, interagir com eles. Com efeito, não podemos escrever numa área de edição, navegar nas linhas e colunas duma tabela, aceder ao conteúdo duma área de deslocamento, ou ver os itens duma barra, como seja a barra de ferramentas, sem interagir.

Esta é a chave para perceber a utilização do OS X com o VoiceOver. É que se não for desta forma, se por exemplo se usar o cursor do sistema, o que vai acontecer é que vamos, não só navegar entre objetos, mas entrar dentro deles e a quantidade de informação fica tão grande e tão misturada, que a visualização do conteúdo do ecrã torna-se um desafio muito complexo para quem está a começar.

Vejamos então a forma mais simples de navegar pelo sistema:

1. Antes de mais deve-se ativar a navegação rápida com a combinação de teclas seta para a esquerda seta para a direita;
2. Isto feito, para navegar entre os diferentes objetos basta usar as setas direcionais;
3. Para interagir com um qualquer objeto, dever-se-á usar a combinação de teclas seta para baixo seta para a direita;
4. Para deixar de interagir dever-se-á usar a combinação de teclas seta para baixo seta para a esquerda;
5. Para navegar dentro dum objeto, por exemplo entre as linhas e colunas de uma tabela ou entre as opções da barra de ferramentas, utilizam-se as setas direcionais;
6. Para clicar numa qualquer opção, por exemplo um botão dentro da barra de ferramentas, utiliza-se a combinação de teclas seta para cima seta para baixo;
7. Como referi no número 1 Acima, para navegar entre objetos a navegação rápida deverá estar ativa, porém, a mesma deverá ser desativada caso se pretenda editar um texto. Assim, se se depararem com uma caixa de edição, deverão interagir com ela, desativar a navegação rápida com a combinação de teclas seta para a esquerda seta para a direita, escrever o que têm a escrever e, terminado o texto, ativar novamente a navegação rápida, deixar de interagir e continuar a navegação.
Chegados a este ponto, importa salientar que existem objetos com os quais não se interage, uma vez que se tratam de objetos clicáveis. Assim, se estivermos perante um link ou um botão, dever-se-á clicar com a combinação seta para cima seta para baixo em vez de interagir.

Para já é isto, um abraço e até breve


Compartilhe...

Publicado em Home Marcado com: , , ,

Nabegação de Posts


Deixe uma resposta